2020-06-18

A Importância da Proteção Solar

 O Sol é um dos elementos naturais essenciais para a vida no Planeta Terra e revela-se muito importante nas nossas vidas, desde que saibamos conviver com ele de uma forma equilibrada e adequada. Do sol recebemos vitamina D que é crucial ao bom funcionamento do nosso organismo e na prevenção de certas doenças.  Apesar de benéfico e imprescindível, a exposição solar inadequada pode trazer complicações (eg. queimaduras, eritemas e aumento do risco de contrair cancro).
O nosso planeta é atingido por um espectro de ondas compostas por ondas visíveis, infravermelhas e ultravioletas. Estas últimas, são as que causam mais dano, sendo necessária a exposição ao sol em horários de menor risco (antes das 11h e depois das 17h) e a utilização de proteção solar(diminuindo a sua incidência na nossa pele).
Os raios ultravioleta A penetram a derme danificando a elastina e colagénio que são proteínas responsáveis pela textura, elasticidade e firmeza da pele, enquanto que os raios ultravioleta B são responsáveis pela cor bronzeada da pele, mas os que representam um maior perigo.
Os filtros usados nos protetores solares podem ser: minerais (físicos) que possuem nanopartículas capazes de refletir a radiação UV e formam uma barreira não absorvente na pele ou orgânicos (químicos) que captam a energia incidente e reemitem-na como radiação térmica, sendo esta inofensiva para a pele. Atualmente, a grande maioria dos protetores solares possuem estes dois filtros obtendo-se assim, o benefício de ambos.
O fator de proteção solar (FPS) diz-nos o tempo que a nossa pele pode ficar exposta ao sol sem queimar. Se a pele não protegida tiver uma queimadura solar após 10 minutos de exposição solar, com a aplicação de um protetor solar com um FPS 10 a mesma pele terá uma queimadura solar após 100 minutos e com um FPS 30 ao fim de 300 minutos e assim sucessivamente. Isto mostra-nos que o FPS é relevante aquando a compra do produto. Quanto mais clara for a pele, mais elevado deve ser o FPS embora nunca inferior a 30 (mesmo em pessoas com a pele morena). Há́ uma grande diferença, em termos de proteção da radiação, na compra de um protetor de FPS 30 ou FPS 50 pois o total de radiação que está a passar pelo protetor FPS 30 é na verdade 65% superior à radiação que passa quando usamos um protetor de FPS 50. Assim sendo, idealmente, todos nós deveríamos usar o protetor com o FPS 50+.
Na nossa farmácia tem ao seu dispor várias gamas de protetores solares sendo as marcas mais vendidas e aconselhadas a SVR e a Heliocare.
A SVR garante uma proteção dermatológica muito elevada, eficaz e é especialmente formulada com poderosos ingredientes ativos que protegem a pele dos raios UV.Os seus produtos da gama Sun Secure possuem texturas maravilhosas e aromas viciantes como a flor de Tiaré.


 
Heliocare oferece uma gama completa de protetores solares de alta proteção e possui uma tecnologia FernBlock que é a única que nos assegura uma proteção integral. O poder de Fernblock advém do Polypodiumleucotomos, um feto tropical originário da América Central que, ao passar da vida aquática para a terrestre desenvolvemecanismos de autodefesa e reparação contra a agressão solar. O Fernblock, em conjunto com uma avançada combinação de filtros físicos e químicos, protege a pele de ambos os tipos de radiação e evita tanto os seus danos imediatos (queimaduras) como os que surgem com o passar do tempo: envelhecimento da pele, manchas, perda de defesas, alergias e inclusivamente cancro de pele.Adicionalmente, a fórmula melhorada de Heliocare 360 é a única que oferece proteção contra todo o espectro: UVB, UVA, IV-A e Visível.


 
 
Rita Baptista
Farmacêutica

 

Ultimas

2020-03-10

Plano Contingência // COVID-19

Implementação Plano de Contingência
2020-03-14

Centro de Dia // COVID-19

No dia 12.3.2020 foram aprovadas pelo Conselho de Ministros medidas extraordinárias e de carácter urgente face à situação de pandemia epidemiológica do COVID-19.

2020-03-15

Serviço Público

Cumprindo o nosso dever enquanto entidade prossecutora de solidariedade social, atendendo à actual conjuntura e à necessidade emergente de proteger os mais frágeis, informamos o seguinte: